06_Colágeno-e-Flexibilidade_capa.png

Por mais que não coloquemos em prática, as ideias de que devemos cuidar mais de nossa saúde, para buscar bem-estar não só no curto, mas também no longo-prazo, estão sempre presentes. Mas como transformar essa preocupação em atitude?

Alcança-se esse objetivo não só através de exercícios físicos, mas também com uma boa alimentação, longas horas de sono, uma vida sem estresse e com o máximo possível de hábitos saudáveis, como não fumar ou exagerar em bebidas alcoólicas.

Quando tentamos correr atrás de uma saúde melhor, temos a tendência de focar em um desses elementos e persegui-lo com afinco. Mesmo que gere resultados imediatos, isso dificilmente é sustentável no médio e longo prazo. Exagerar em atividades físicas pode causar desgastes de articulação na velhice, uma boa alimentação pode fazer com que abramos mão de saborear comidas que nos dão prazer, dormir mais pode fazer com que não tenhamos tempo de qualidade com a família e amigos que tanto desejamos.

Algumas vezes essas próprias práticas competem. Quando acordamos mais cedo para ir à academia, estamos abrindo mão de horas de sono. Quando deixamos de comer um prato que gostamos, estamos gerando estresse em nosso dia-a-dia. Mas qual a solução para isso? A resposta é: equilíbrio. Deve-se buscar o balanço que permita que todos estes pontos coexistam de forma sustentável em nosso cotidiano. Somente dessa forma será possível melhorarmos nossa saúde hoje e na velhice.

0 comentários

Responder