O colágeno é uma proteína de importância fundamental na constituição da matriz extracelular do tecido conjuntivo, sendo responsável por grande parte de suas propriedades físicas. Mas será que é preciso suplementar colágeno no organismo?

Atletas, cujo impacto do exercício extenuante nas articulações do joelho pode causar dor localizada e rigidez, características marcantes da inflamação, podem se valer da suplementação do colágeno tipo 2 (encontrado na cartilagem articular, nos discos intervertebrais e no corpo vítreo do olho). Assim como pessoas com doenças articulares, ou indivíduos que possuem alterações em genes responsáveis pela produção do colágeno.

Estudos mostram que o colágeno pode atuar na prevenção de lesões e de desconforto articular e também na melhora da composição do microbioma, minimizando os processos inflamatório crônicos.

A ingestão de colágeno, também tem muitos efeitos positivos diferentes na saúde digestiva. O colágeno é rico em aminoácidos que melhoram a saúde digestiva, regulam a inflamação, protegem a barreira mucosa e melhoram a função dos enterócitos no trato intestinal.

No mercado é possível encontrar dois tipos de colágeno hidrolisado, o tipo 1, que atua na saúde dos tecidos da pele, unhas e cabelo e o tipo 2 que é essencial para quem deseja manter as articulações saudáveis e, principalmente, para quem pratica esportes e atividades físicas. O colágeno pode ser adquirido sem necessidade de receita médica.

0 comentários

Responder