A cicatrização é um processo natural de recuperação de órgãos e tecidos do nosso corpo, e com os ossos não ocorre diferente. A diferença é que a cicatrização de fraturas ósseas é um processo lento que pode levar anos, a depender do osso quebrado e da idade do paciente.

Os ossos quebrados são capazes de se regenerar depois de quebrados acidentalmente ou durante cirurgias e para isso, acontece um processo em são formadas novas células, que em longo prazo aumentarão sua resistência até virar o osso.

Após a fratura são geradas células capazes de ligar uma extremidade à outra, formando uma espécie de cartilagem. Essa estrutura é chamada de calo temporário e não é formada por ossos. No calo temporário ocorre uma grande proliferação de células osteogênicas, ou seja, que são capazes de formar os ossos.  Esse processo pode durar até mesmo um ano, a depender do paciente.

A cicatrização vai depender do tipo do osso fraturado, local da lesão e da idade do paciente. Mas a cicatrização perfeita somente ocorrerá se houver a aproximação precisa das extremidades do osso que sofreu a lesão. Para isso pode ser necessário o uso de talas e outros materiais para manter o osso perfeitamente alinhado e imobilizado. O tempo de imobilização varia de acordo com o osso lesionado. Ossos pequenos, por exemplo, ficam, em média, três semanas imobilizados, enquanto ossos maiores podem necessitar de um tempo superior a oito semanas.

You might also like

Benefícios do consumo de colágeno
Read more
Série “Alongamentos” – “Postura da cobra”
Read more
10 principais causas da dor nas articulações
Read more
Dor no ombro: saiba como tratar
Read more
Treinar no inverno faz algum mal?
Read more

0 comentários

Responder