As práticas de atividades físicas exigem cuidados para evitar lesões, atenção à alimentação, hidratação, e até mesmo cuidados para que o esforço dedicado ao esporte tenha o retorno esperado.

O médico do esporte orienta para a prática do exercício de maneira saudável e segura, tanto para iniciantes, quanto para atletas, visando sempre a prevenção de lesões, a qualidade de vida e o melhor aproveitamento dos exercícios.

Esse especialista possui uma visão geral, voltada para a prática de exercícios e, para isso, leva em consideração o histórico do paciente, problemas de saúde, faixa etária e possíveis limitações. Faz uso de exames clínicos e laboratoriais, testes físicos e acompanhamento de desempenho dos pacientes.

Além de poder indicar qual o esporte mais adequado para cada paciente, o médico do esporte busca o tratamento, reabilitação e prevenção de lesões, tudo feito de maneira individualizada e bem avaliada. É ele quem orienta se é necessária alguma suplementação, fortalecimento ou correção muscular, evitando assim a auto suplementação, uso de esteroides e anabolizantes por conta própria, o que pode ser muito perigoso para os atletas e até mesmo com danos irreversíveis, em alguns casos.

O trabalho do médico do esporte não exclui outros especialistas da rotina de um atleta, como nutricionista, cardiologista ou ortopedista, mas representa uma boa orientação a quem deseja um melhor aproveitamento durante a prática de exercícios físicos, diminuição dos riscos à saúde e uma melhora na qualidade de vida.

As Sociedades de Cardiologia e de Medicina do Esporte e Exercício publicaram um documento oficial chamado de Diretrizes em Cardiologia do Esporte, com orientações para os médicos do que deve ser feito antes da atividade física, esportiva e até de lazer.

O procedimento se inicia com a consulta especializada, durante a qual é avaliada o histórico de saúde familiar e qualquer problema médico já apresentado, como quadros de desmaio, dor no peito, falta de ar etc, e até mesmo se o paciente faz uso de substâncias como anabolizantes, hormônios, maconha, cocaína, entre outras.

Em seguida se faz a avaliação cardíaca, para saber se o paciente já teve ou está apresentando problemas no coração através de eletrocardiograma e teste ergométrico. O hemograma também diagnostica problemas como anemia ou presença de infecções.

Essas recomendações funcionam tanto para um atleta em fase inicial, amadores, quanto para atletas profissionais. Médicos alertam que um acompanhamento frequente faz com que o esporte traga benefícios para a saúde e o bem-estar, evitando os danos que podem ser consequências de doenças não diagnosticadas e o super esforço e as temidas lesões, causados pela ânsia de superação e competição.

You might also like

Como amenizar a perda de colágeno
Read more
Mitos e verdades sobre a dor
Read more
Entendendo a osteoartrite
Read more
Peeling para o rosto
Read more

0 comentários

Responder