Uma das formas de proteger as articulações da coxa (ou do quadril) é fortalecendo a musculatura que cerca essa região. Alguns dos exercícios que ajudam nesse sentido são conhecidos como “trabalho de core” (ou núcleo, em português). Esses exercícios, muito comuns em treinamentos funcionais e pilates, focam na parte medial do corpo, ajudando a prevenir lesões e melhorando a qualidade de vida como um todo.

A ponte é um dos principais exercícios com essa finalidade. Em poucas palavras, é uma posição em que deitamos no chão, de barriga para cima, e mantemos nosso quadril suspenso com os joelhos flexionados em 90 graus (na chamada elevação pélvica). Essa atividade pode ser feita de forma dinâmica, através de diversas repetições, ou de forma estática, mantendo a elevação por períodos maiores.

Durante todo o exercício, deve-se manter a musculatura do abdômen contraída, para dar estabilidade ao corpo. Ao fazê-lo, dê também atenção especial à coluna, que deverá ficar reta (evite quaisquer curvaturas, como a lordose lombar), para que o exercício não seja prejudicado e para evitar qualquer lesão na região.

0 comentários

Responder