Desde que surgiu a pandemia do novo Coronavírus, aprendemos que ficar em casa, quando possível, é uma das melhores alternativas para conter o avanço da doença. Mas isso não quer dizer que devemos parar com os exercícios físicos. Muito pelo contrário! Quanto mais saudável a vida, melhor a chance de passar por esse período sem estresse, ansiedade, depressão e outros males.

Mesmo com a flexibilização, muitas pessoas ainda não sentem segurança para retomar exercícios ao ar livre ou em academias. Isso não é um problema, pois mesmo que você não tenha muito espaço ou equipamentos, dá sim para fazer exercícios rápidos, sem sair de casa.

Aqui vão 6 dicas de exercícios. Bora colocar uma roupa confortável e treinar?

1 – Polichinelo
O polichinelo é um exercício que aquece o corpo rapidamente. Já nos primeiros momentos do exercício é possível sentir como ele afeta o corpo todo e, por demandar um trabalho cardiovascular maior, ele também tem um grande gasto calórico.
Como fazer: Em pé, com as pernas unidas e os braços estendidos ao lado do corpo, dê um salto para cima. Ao mesmo tempo, afaste os pés lateralmente e bata as mãos acima da cabeça. Siga com a repetição!

2 – Subir e descer escadas
Se você mora em sobrados, a escada é uma grande aliada. Ou, mesmo que more em prédio, que tal trocar o elevador pela escada? Comece com poucos lances e vá aumentando conforme o condicionamento físico for melhorando.

3 – Marcha estacionária
Marcha ou corrida estacionária é como simular uma corrida sem sair do lugar. É um bom exercício aeróbico que ajuda a aquecer o corpo para os próximos movimentos.
Como fazer: para realizá-la, você pode apoiar em uma parede, se achar mais fácil.

4 – Flexão de braço
É um exercício que oferece benefícios tanto para iniciantes quanto para os mais avançados.
As mãos devem estar alinhadas com o peitoral e abertas de forma que os cotovelos consigam dobrar até 90 graus. Já os cotovelos devem estar voltados para fora. Atenção: o quadril não pode estar muito elevado ou abaixado, e sim na mesma altura do tronco.

5 – Prancha
Se você quer diminuir a circunferência abdominal, a prancha não só é um exercício muito indicado, como também fortalece o core (conjunto de músculos que envolve tronco e pelve), melhorando a postura e prevenindo dores nas costas. Tudo de bom!
Como fazer: Para iniciar a prancha isométrica, coloque as duas mãos paralelas no chão, da mesma forma que a ponta dos pés, que devem estar levemente separados para dividir o peso do corpo. O exercício consiste em ficar apoiado, na horizontal, nas pontas dos pés e palmas das mãos (prancha alta) ou nos antebraços (prancha baixa).
O exercício é semelhante a uma flexão, mas sem movimentação.

6 – Abdominais
Existem diversos tipos de abdominais. Vamos começar pelo mais básico?
Como fazer: Deite no chão, sobre um tapete ou colchonete, dobre os joelhos e deixe os pés paralelos com a sola tocando o chão. Para o abdominal mais simples, coloque as mãos atrás da cabeça e levante o tronco, tentando fazer com que a cabeça toque no joelho. Cuidado para não tirar a lombar do solo. Comece aos poucos, fazendo cinco vezes, e vá aumentando a cada dia.

0 comentários

Responder