O câncer de mama é o que mais atinge e mais mata mulheres brasileiras. Mas o que pouca gente sabe é que hábitos saudáveis como cuidado com a alimentação, controle de peso e prática regular de esportes podem diminuir em até 30% as chances de seu surgimento.

Segundo um estudo publicado este ano, exercícios físicos regulares antes e depois da quimioterapia aumentam as chances de sobrevivência de mulheres com câncer de mama.

O desenvolvimento do câncer se dá por uma mutação genética (gene entra em mutação e faz com que a multiplicação das células se intensifique). Os hormônios estrogênio e progesterona em desequilíbrio também podem provocar a doença.

A ação preventiva relacionada à atividade física pode ser explicada por mecanismo biológico do exercício: quando o corpo está em constante movimento, apresenta redução dos níveis dos hormônios sexuais, reduzindo, assim, a ação desses hormônios nos tecidos alvos, como os da mama.

Quando falamos de câncer de mama, o mais importante é chamar a atenção para as medidas de prevenção. Elas podem ser decisivas para o sucesso do tratamento, aumentando a chance de cura.

Para identificar o câncer de mama, o ideal é que a mulher faça avaliações periódicas com seu ginecologista e o autoexame, que pode ser efetuado no banho ou em frente ao espelho. Também é necessário estar sempre atenta a caroços, nódulos nas axilas, vermelhidão na pele, checar se possui um aspecto de casca de laranja, secreção saindo dos mamilos ou qualquer outra alteração que não pareça normal.

0 comentários

Responder